Fome de conceito

As concept stores estão ai para provar que o ambiente fisico também têm seu valor, vem conhecer! 

A preferencia do consumidor por compras online só aumenta e com isso o tempo de interação entre ele e marca acaba diminuindo. Aquela relação estreita que a nossa vó tinha de ir lá na padaria da esquina e ficar horas conversando ou experimentando uma receita nova, tem perdido força. Agora o desafio é fazer a saída de casa valer a pena.

Uma loja/espaço conceito pode ser o tempero que faltava para tirar o consumidor do sofá e criar vínculos. Essas lojas não surgem apenas para um diálogo mais longo e profundo com o cliente, elas também são pontos de contato para criar experiencias de dar água na boca, testar novos produtos, mostrar novidades, ou seja, reforçar o valor da marca.

O caldo engrossou e você não sabe como usar uma loja conceito ao seu favor? Calma e se liga nos exemplos que separamos pra você!

Compilar Memórias

Há mais de 30 anos o Chef francês mais amado do Brasil, Claude Troisgros, começou sua história por aqui.  Com 6 restaurantes, 4 marcas e muitos prêmios para a conta, Claude sentiu necessidade de agregar toda essa trajetória em uma experiência única. Com o objetivo de unir sua história, no Chez Claude, você realmente se sente dentro da cozinha da casa dele. Cozinha aberta no meio do salão para ver a preparação dos melhores pratos desses 30 anos, paredes e caneta para deixar marcada sua experiencia lá e o melhor, o Claude (sim,ele!) tá sempre por ali, interagindo e fazendo qualquer um se sentir extensão do diálogo com a marca.

Educar

A aveia Quaker é uma marca que está há muito tempo consolidada no mercado e usou uma loja conceito ao seu favor. Por estar há mais de 100 anos nas gôndolas resolveu reforçar sua imagem com uma casa temporária no coração de São Paulo. A The Oatery além de expor produtos, oferecia um menu todo trabalhado na aveia e ensinou quem passou por lá como é o processo de fazer a aveia e receitas para fazer com ela. 

Apresentar

Quer coisa melhor do que o consumidor dizer se ele gosta do seu produto novo?! A Nespresso usa sua loja como contato direto para mostrar sofisticação, exclusividade e produtos novos.

O que todas essas lojas tem incomum? Todas vão muito além das vendas! O segredo aqui é a conexão, usando a experiencia a favor da marca para matar a fome de imagem e posicionamento. Elas são um apoio para área de marketing e se bem feitas podem atrair mídia.

E ai, mão na massa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: