Food(a): O fim da guerra entre online e offline

Se você pensa o destino do varejo é ser engolido pela internet, está muito enganado! O post de hoje vai provar que é possível fazer um casamento do online e offline digno de final de filme, sabe? Felizes para sempre!

A internet e a tecnologia vieram para tornar a vida do consumidor mais fácil, diminuiu fronteiras, possibilitando de com apenas 2 clicks comprar um chá diretamente da China, por exemplo. As barreiras diminuíram e as exigências dos clientes aumentaram, agora ele pesquisa qual produto vai comprar ou aonde vai antes de tomar sua decisão. Com o celular a pesquisa fica ainda mais fácil e acessível, podendo ser ali segundos antes da compra, de frente para gôndola.

Muito difícil só um bolo fazer mais sucesso do que um bolo com calda, não é verdade? Quando o quesito é estratégia, a receita não é diferente. Ações de marketing que misturam o ambiente digital com o real fazem as marcas serem mais notadas pelo consumidor ao longo do dia e assim escolhidas. Então para um bom resultado, nada de pensamentos isolados na hora de desenvolver a estratégia, lembre-se da equipe, valores e é claro todos os canais!

Mas como fazer para o ambiente online e offline darem liga ?

Crie uma jornada

Se imagine na posição do usuário, se ele fosse procurar por você, onde ele iria primeiro? Site? Perguntaria a um amigo? Iria no seu estabelecimento? Fazendo esse exercício você pode desenvolver trajetórias envolvendo os dois tipos de canais, real e virtual de uma forma integrada. Assim como o Ifood que contou sua história na TV por meio de comentários

na internet sobre seu aplicativo.

 

Use a tecnologia ao seu favor

Já ouviu falar em cross-device ou QR CODE ? São ferramentas que podem ajudar na hora de mesclar esses dois mundos. Atualmente mais da metade das pessoas que compram online não finalizam a compra onde começou, o cross-device acontecem quando consumidores olham o produto no celular e depois são expostos novamente ao produto no computador e efetuam a compra, por exemplo. Isso também pode acontecer no on e offline, onde a Coca-Cola da aula!

Uma de suas campanhas permite que o consumidor compartilhe uma Coca com seus amigos e familiares com o passe de venda de Coca-Cola. Basta inserir o nome do destinatário e o número de celular para enviar uma QR CODE com uma venda gratuita do refrigerante na vending machine mais próxima. A venda funciona com os telefones Apple Wallet ou Android Pay.

 

Recompense pelo engajamento

Os consumidor já estão na loja? Que tal dar aquele empurrãozinho para ele usar a sua geolocalização, hashtags e outras coisas para incentivá-los a comprar ao lembrá-los das recompensas que eles podem ganhar ou então notificá-los pelo mobile com uma oferta em tempo real. Mas não foque apenas a compra. Esses dados primários podem auxiliar a transformar um cliente em um novo membro do programa de fidelidade. A rede de restaurante Gula-Gula usa isso muito bem, dificilmente você sairá de lá sem uma recompensa, já na primeira conta consegue pontos para um sobremesa na próxima vez. Além disso, ele fornece mais pontos para quem avalia a experiência e assim sabe quem são seus melhores consumidores, você pode entregar experiências mais relevantes para eles.

Estamos na era digital, onde o consumidor avalia toda sua experiência em conjunto, em todos os canais. Então não se esqueça que digital e real são complementares e mão na massa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: