Casa do bem™

Na última sexta-feira fomos até a nova casa da Do Bem para matar nossa fome de branding!

Resgatando as suas origens, a casa fica onde tudo começou, em Ipanema, pertinho das casas de suco que foram as referências de Marcos Leta, sócio fundador da marca, para criação das caixinhas divertidas com fruta de verdade.

Já na porta, dá para sentir o clima Do Bem: com uma parede amarela, cor do sol, cheia de alegria e vitamina D. Como já era de se esperar, as cores estavam em todos os cantos: o azul nas geladeiras, cheias de caixinhas coloridas, feitas com alta tecnologia e uma pegada sustentável, pelo fato de serem produzidas com papel reflorestado e 100% reciclável.  O verde também fez parte do visual, nas plantas penduradas no teto, na escada ou até mesmo compondo a mesa do DJ.

Sobre a decoração e design, a casa tem detalhes em madeira, em algumas de suas paredes, existem prendedores para câmeras, com o intuito de manter a casa conectada possibilitando, assim, a integração em tempo real com o consumidor, se transformando em mais um canal de contato.

A festa foi comandada pelo DJ Carrot Green, que passou o tom de voz da marca, misturando raiz com nutela, resultando em musica brasileira com lounge. A cereja do bolo foi o grupo Dream Team do Passinho, que fez todo mundo dançar com o funk carioca, resgatando a essência da primeira propaganda da Do Bem lançada em 2009.

Para aumentar o burburinho nas redes sociais, a festa contou com vários influenciadores locais, das mais diversas tribos. Além dos influenciadores, os pet influencers também marcaram presença na inauguração, por exemplo, o labrador carioca Bono Surf Dog e Joca o Cão.

A galera da era ‘pós refrigerante’, como os próprios funcionários se intitulam, ofereceram comidinhas saudáveis e coloridas, como dadinhos de tapioca, sanduíche de atum e torradinhas de cogumelos. Para acompanhar, os suco, chás Do Bem e a cerveja Corona, da sua holding Ambev. A cultura da marca estava presente em todos os pontos de contato do evento, incluindo os staffs, que estavam com roupas coloridas e com estampa das caixinhas e, o mais importante: sorriso no rosto.

Mas o quê vai rolar lá depois da inauguração?

Originada para ser um ponto de contato com a galera que está cansada da mesmice, em seu primeiro mês, a casa oferece uma série de palestras e atividades, que enaltecem  o corpo e a alma do seu público.

Para começar com o pé direito, toda segunda-feira vai rolar um incentivo ao pequeno produtor local, chamando de Quintal Orgânico. O mercado expõe para venda os seus produtos que apoiam a alimentação saudável e fazem bem para o corpo. Mantendo essa linha do bem-estar e envolvimento com a comunidade, a micro-influenciadora Gabi Ziriguidum dará aulas de dança cheias de história, focada em propagar a consciência e empoderamento do corpo através de danças negras! Com a finalidade de cuidar da mente, a casa irá promover aulas de yoga com a professora Renata Mozzini, conhecida por seus aulões ao ar livre.

Na aba de palestras,  carioca Luiz Quinderé, do Brownie do Luiz, contará toda a sua trajetória e como consegue entregar felicidade com uma empresa que existe para inspirar e transformar a vida das pessoas.  Outra figura importante que estará presente na casa é o Gabriel Gomes,  fundador da Shoot the Shit, estúdio criativo focado em projetos que geram impacto social positivo e que se inspira no engajamento coletivo para desenvolvimento das comunidades e cidades.

Por fim, a casa também é um ponto de encontro para mergulhar em atividades ao ar livre, como o passeio de stand up com a paddler Gabi Pulcheiro e, para não perder o passeio, tudo vai ser documentado por uma  câmera GoPro.

Todas essas experiências envolvem as características do DNA da marca: alimentos de verdade, personalidades cariocas, natureza, saúde do corpo e da mente, divisão de conhecimentos para um sociedade com intuito de fazer o bem e trazer alegria e sabedoria para as pessoas. Toda essa mistura, que acontece  dentro ou nos arredores da casa da Do Bem, canais de comunicação.

Resumo: se você achou que a casa era só pra festinha, está enganado! Além de ponto de encontro a casa também abriga, no segundo andar, o escritório da empresa, sem departamentos e paredes, contando apenas uma mesa coletiva, para que possa rolar integração entre as áreas e deixar a criatividade fluir.

E não é que a Do Bem matou a nossa fome?! A marca consegue expressar todo o seu conceito e os seus valores em cada detalhe da sua casa nova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: