Projeto Diamantes na cozinha

Sabe aquelas historias que quando você conhece quer compartilhar com todo mundo ? Então pode se preparar, que essa é uma daquelas historias recheadas de inspiração. 

Como toda grande historia precisa de um protagonista vamos começar por ele, João Augusto.  Chegou no Rio ainda no colo de sua mãe, que veio da Bahia com seus filhos em busca de oportunidades, e foi morar na comunidade  do complexo do Andaraí, onde cresceu e deu seus primeiros passos no mundo da gastronomia.  Ele começou a cozinhar por satisfação própria, aprendeu observando sua mãe e sua irmã a cozinhar.

Profissionalmente começou ainda criança em uma padaria perto de sua casa como ajudante de padeiro ( legal né?). Sempre dedicado passou por diversos projetos sociais, onde fez alguns cursos de especialização profissional, mas foi em um projeto na fundação Cecamp Noel Rosa, que foi inserido no mercado de trabalho. Em busca da realização de um sonho de sua mãe aos 18 anos João começou na Marinha onde sua vida deu uma grande virada, onde foi descoberto por um Comandante, que estimulou o seu talento culinário. Fez um  curso técnico em Nutrição com visão de crescer, e de cabo se tornou o cozinheiro de um oficial de Autoridade  da Marinha.

João foi cursar Gastronomia, e correu atrás do fies e se formou pela Estácio de Sá, onde no final do curso foi selecionado entre quatro mil alunos, para estagiar durante seis meses na capital mais gastronômica do mundo. E no restaurante mais cobiçado pelos turistas, que visitam Paris, o restaurante Jules Verne,  esse mesmo, que se teve a oportunidade de conhecer Paris, sabe que ele é um programa obrigatório, o restaurante fica localizado dentro da Torre Eifel. Considerado um dos melhores chefs do mundo  o Chef Alain Ducasse é o dono do Jules Verne.

E foi em Paris que idealizou um projeto pois queria que as pessoas tivessem a oportunidade de ser lapidadas como ele foi um dia, estimular os sonhos dos outros como o seu foi estimulado. E por coincidência ou destino a coordenadora do Cecamp em busca de antigos alunos,  encontrou nele o mesmo objetivo. O plano de montar um curso ligado à Gastronomia, formatado a 15 mãos, enquanto ele ainda estava na França o projeto foi apresentado e aprovado aqui no Brasil. E foi nessa parceria com o Cecamp – Camp Noel Rosa, que nasceu o Projeto Diamantes na Cozinha.

O projeto veio para ajudar os jovens a ingressarem no mercado de trabalho, a partir da qualificação profissional com bases na cozinha francesa. Além do nosso protagonista esse projeto tem outras grandes pessoas, vamos começar pela coordenadora executiva do CeCamp a Maria Socorro Moreira, que incentivou o projeto sair do papel, e o time completo que não podemos deixar de citar. Começando pela coordenadora do Projeto  Dione Duarte, o Chef de cozinha Ramão Hendrischky, e sua sub Chef Rosilene Cardoso.

E como o João, existem outras grandes historias para serem contadas e compartilhadas por ai, e ao final do curso existe as grandes oportunidades de inserção de profissionais qualificados, ou melhor em diamantes lapidados, para uma carreira brilhante no mercado de trabalho.

E você, qual o tamanho do seu sonho?

Comentários em “Projeto Diamantes na cozinha”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: