Heineken está sendo acusada de usar atores na ação The Cliché

A ação que surpreendeu o Facebook está sendo acusada de usar atores.

A cerveja Heineken usou atores para promover ação especial para a final da Champions League. Criado pela agência Publicis e veiculada no domingo, 5, na fan page da marca, vídeo “The Cliché” fez sucesso nas redes sociais ao dar “lição” nos homens que arrumam a “desculpa perfeita” para deixarem as mulheres fora do futebol. As informações são do site Máquina do Esporte.

No vídeo, três homens tentam “despachar” suas namoradas para um spa, enquanto eles assistiriam à final da Liga dos Campeões da Europa em evento exclusivo da marca de cerveja no Allianz Parque, em São Paulo. Ao toparem a proposta de um dia de beleza e relaxamento, as moças, na verdade, ganharam viagem para Milão para ver a decisão in loco. Dando a entender que se tratavam de pessoas “comuns”, o filme mostra que os rapazes só ficaram sabendo a verdade no telão do estádio do Palmeiras, quando elas mostram que o “spa” é o San Siro, palco que recebeu em maio a final da competição.

O vídeo chegou a mais de 7 milhões de visualizações. Porém, foi revelado que dois dos três casais participantes da ação são atores que já participaram de outras campanhas publicitárias. Inclusive, um dos personagens também atuou no filme “Jantar da Vingança”, produzido para o site Reclame Aqui pela agência Grey, em história revelada pelo Blog do Curioso. Na ocasião, o rapaz representou diretor de empresa que supostamente sofreu com mau atendimento num restaurante.

O cachê
Segundo o Máquina do Esporte, a Heineken confirmou que pagou cachê aos homens que participaram do vídeo promocional, mas negou que eles tenham sido chamados para seguir roteiro previamente estabelecido.

“A Heineken não contratou atores para fazer parte da campanha. Os participantes foram selecionados por agência de casting que tinha como briefing trazer perfis que preenchessem os seguintes requisitos: formarem casais com uma relação verdadeira (namorados ou casados), ter disponibilidade para viajar e gostarem muito de futebol, independentemente de suas profissões”, informou a marca.

Por meio do email, a empresa disse que os garotos receberam cachê pela participação e as garotas tiveram todas as despesas de viagem pagas, assim como ajuda de custo para se manterem em Milão. “Nenhum deles foi contratado para atuar. Importante reforçar que as reações no vídeo foram espontâneas e autênticas, e não fruto de scripts e textos pré-escritos”, afirmou a Heineken por meio da assessoria de imprensa.

Diante da apuração do Máquina do Esporte, a Heineken informou que a ação que deu origem ao vídeo foi minuciosamente desenhada para extrair o melhor dos casais de namorados envolvidos e, para isso, o elenco correto é fundamental. Foi informado que as pessoas sabiam que participavam de ação da marca, mas não tinham os detalhes do que aconteceria.

“Era como se estivessem participando de ‘gincana’. Tanto os homens quanto as mulheres receberam briefings individuais e foram proibidos de contar um ao outro. Caso a produção percebesse o contrário, o casal seria desclassificado. As mulheres saíram do restaurante, no dia 20 de maio, achando que iriam para spa e os homens para festa da Heineken. No dia 21 as três namoradas souberam seu verdadeiro destino: Milão”, explicou a marca.

A empresa declarou que todos os passos da ação e a condução do relacionamento com os participantes foram pensados para que as reações e discursos fossem autênticos e que a utilização de atores não prejudica a mensagem do vídeo. Porém, em seus perfis nas redes sociais, os atores utilizaram as expressões “job” e “trabalho” para se referir à participação no vídeo promocional. O único que não demonstrou participar de campanha publicitária foi justamente aquele que é funcionário de banco.

 

Fonte: Portal Comunique-se

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: