Novas estratégias de fast foods para atrair a geração Y

Eles são distraídos, preocupados com meio ambiente e saúde. 
A Geração Y está forçando as marcas a inovarem para conseguir sua atenção.

Há alguns meses, redes de fast food tornaram seus lanches mais gourmet, na tentativa de chamar a atenção da Geração Y. Depois, lançaram opções saudáveis, outra tendência voltada a esse público.
Ainda não foi o suficiente. Nas últimas semanas, as principais delas lançaram novos itens e campanhas para atrair esses consumidores.

A Taco Bell, por exemplo, quer aprender as gírias dos jovens para se comunicar com eles. A Chili’s, uma rede de restaurantes americanos Tex-Mex, gastou milhões para que a comida seja mais bonita e mais “compartilhável” nas redes sociais.

Veja a seguir algumas das tentativas dessas empresas de angariar consumidores jovens.

Taco Bell
Gírias, abreviações e figuras de linguagem das gerações mais jovens mudam tão rapidamente que fica difícil acompanhar. Ainda assim, o Taco Bell, uma rede de 53 anos, quer falar como alguém de 20.

Os executivos do Taco Bell acreditam que, se adequarem sua linguagem a das gerações mais jovens, também conseguirão pensar como elas e, assim, desenvolver pratos mais adequados a esse público.

Por isso, uma equipe de funcionários com cerca de 20 anos cria, semanalmente, uma lista com “A Palavra Geração Y da Semana” e a divulga internamente por email, segundo a Associated Press.

O presidente Brian Niccol, de 41 anos, afirmou que sequer sabe usar algumas das expressões. No entanto, afirmou que conhece bem o seu público, jovens que buscam a rede antes ou depois de uma balada.

Chili’s
A Chili’s, uma rede de restaurantes casuais com inspiração texana e mexicana, quer que sua comida seja o mais bonita possível.

Ela está gastando milhões com uma renovação do cardápio, para tornar os pratos mais atraentes e, assim, mais compartilháveis nas redes sociais.

Uma das mudanças é a adição de uma camada de ovo nos pães do hambúrguer. Assim, o pão fica mais brilhante, que “reluz”, afirmou o presidente da Brinker’s, a dona da rede.

Além disso, criou um novo jeito de organizar costelinhas, para aparecerem melhor nas fotos, e cestas de ferro bonitas para as batatas fritas.

Pizza Hut
Em novembro do ano passado, a Pizza Hut transformou radicalmente sua imagem e seu menu. A empresa buscou inspiração em alimentos étnicos e exóticos para redesenhar o seu cardápio e incluiu novas pizzas e bordas, com sabores como Honey Sriracha e Ginger Boom Boom.

Não deu certo. Além de não atingir o público alvo, a companhia foi acusada de se esquecer de seus consumidores tradicionais e cativos e as vendas caíram.

O CEO da Yum Brands, dona da Pizza Hut, Greg Creed, afirmou que a mudança foi mal calculada.

“Infelizmente, não fomos tão eficientes quando gostaríamos com o nosso marketing ou com o balanço entre os mais jovens e os consumidores tradicionais”, afirmou.

O último lançamento da companhia vai em uma direção completamente diferente da linha anterior: uma pizza com borda de cachorro quente. Ela já estava disponível no Reino Unido, Canadá, Austrália e Coreia do Sul. Agora chegou aos Estados Unidos.

No Brasil, chegou a Cheesy Pop!, que tem gomos recheados de queijo. Esse será o produto de destaque durante todo o ano, afirmou a empresa.

Domino’s
Como os mais jovens estão sempre próximos de seus smartphones, as empresas estão tentando alcançá-los através do aparelho.

A Domino’s lançou uma campanha que permite pedir uma pizza pelo Twitter. O consumidor americano poderia se cadastrar no sistema da rede de pizzas e, depois, tuitar emojis de pizza para a companhia.

“É a epítome da conveniência”, disse o presidente Patrick Doyle, ao USA Today. Em apenas 5 segundos, um consumidor jovem e atarefado pode receber sua pizza. Cerca de 50% dos pedidos da rede já ocorre no meio digital.

Não são apenas os fast foods que lutam para conseguir a atenção da Geração Y, as marcas de bebidas e lojas varejistas também estão criando novas estratégias. Confira.

PepsiCo 
Refrigerante está em baixa entre a Geração Y, conhecida por uma preocupação com alimentos mais saudáveis.

Para tentar conquistar a simpatia desse público, a PepsiCo está lançando uma nova linha de bebidas, chamada “Stubborn Soda”.

Elas são feitas de ingredientes nacionais e sem xarope de milho e descritas pela empresa como “artesanais”.

Entre os sabores, estão amora americana com ervas, cerveja, açaí e limão, creme de baunilha e agave, hibisco e laranja e creme de abacaxi.

Ao mesmo tempo, a companhia anunciou dois projetos novos: a Calbe’s Soda, bebida artesanal, e o Mountain Dew Dewshine, feito com açúcar natural. Também está removendo o aspartame da Pepsi Diet.

Whole Foods
A Whole Foods sempre se gabou de ter os produtos mais saudáveis de todas as redes varejistas dos Estados Unidos.

O problema é que esse título vem com um preço: os jovens, seu público alvo, não conseguem pagar pelos produtos mais saudáveis e mais caros.

Por isso, a varejista está tentando atraí-los com um novo modelo de loja, com preços mais baixos. As novas unidades irão atender um público que está buscando produtos orgânicos e naturais, mas querem “uma experiência de compra diferente”, disse a empresa.

Fonte: http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/as-tentativas-de-redes-de-fast-food-para-atrair-a-geracao-y/lista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: